Moro sobe o tom e defende endurecimento da lei para agressores de mulheres

Moro

O ministro Sergio Moro, responsável pela pasta da Justiça e Segurança Pública, defendeu hoje, em evento em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, que agressores de mulheres sejam punidos em maior escala.

Para tanto, o ministro informou que serão compradas mais tornozeleiras eletrônicas, além de equipamentos que funcionam com botão de pânico e quando acionados pelas mulheres alertem para situações de risco.

“Temos a constatação de que são instrumentos importantes no combate à a violência doméstica, tanto o botão do pânico e quanto a tornozeleira eletrônica. Mas hoje instrumentos relativamente pouco usados. Vamos  buscar a utilização mais ampla desse instrumento”.

Relacionados:  Nas mãos de Moro, relatórios do COAF aumentaram 25%

Menos de 5% das 51 mil tornozeleiras eletrônicas existentes no país são usadas por agressores de mulheres.

Informação dO Antagonista.