Hacker queria vender mensagens para o PT

O advogado Ariovaldo Moreira, que defende Gustavo Henrique Elias Santos, afirmou que seu cliente disse em depoimento que o amigo e também suspeito, Walter Delgatti Neto, pretendia vender as mensagens roubadas para o PT.

“O Walter disse para ele que a intenção seria, no momento em que mostrou as mensagens, que a ideia era vender para o Partido dos Trabalhadores. Meu cliente narrou que o Walter tem uma certa simpatia pelo Partido dos Trabalhadores”, disse o advogado.

Relacionados:  Fachin arquiva dois pedidos de Lula contra Moro

O advogado também afirmou que Gustavo afirmou não saber se isso realmente aconteceu, e que só sabe que havia intenção de vender.

Com informações dO Antagonista.