Advogados pedem liberdade do hacker’ Vermelho’ ressaltando que ele é ‘estudante de Direito’

A polícia Federal quer manter preso o hacker Walter Delgatti Neto, conhecido como ‘vermelho’ porque suspeita que vendeu as mensagens roubadas de procuradores da Lava Jato e outras autoridades.

Procurada, a defesa de Delgatti afirmou que até o momento, a PF não apresentou nos autos do caso os supostos arquivos acessados pelo seu cliente. “Considerando todo material apreendido há mais de um mês, tempo hábil para o delegado apresentar provas concretas dos supostos acessos, uma mera tentativa de acesso, sem comprovação de invasão, com cópia de dados, não justifica o acautelamento provisório. Ressalte-se que Walter Delgatti Neto é estudante de Direito e até o momento não apresentou nenhum risco à continuidade das investigações, sempre colaborando com a autoridade policial”, afirmam os advogados.

(Com informações do jornal O Estado de S. Paulo)