Moro assina portaria que pode permitir a prisão e deportação de Greenwald

O ministro Sergio Moro, no comando do Ministério da Justiça, publicou no Diário Oficial da União a portaria nº 666 que “dispõe sobre o impedimento de ingresso, a repatriação e a deportação sumária de pessoa perigosa ou que tenha praticado ato contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal”.

O documento pode abrir espaço para a deportação do advogado esquerdista Glenn Greenwald, que usou o The Intercept para atacar Moro e o governo com base em mensagens roubadas por criminosos já presos pela Polícia Federal.

“A pessoa sobre quem recai a medida de deportação de que trata esta portaria será pessoalmente notificada para que apresente defesa ou deixe o país voluntariamente, no prazo de até 48 horas, contado da notificação” diz outro trecho do documento.

Com informação do Correio Braziliense.