10 condenados pela Java Jato já foram beneficiados pela decisão do STF

Após a derrubada da prisão em segunda instância, A Lava Jato já soltou 10 condenados por corrupção e outros crimes similares, alguns outros ainda estão na fila pela liberdade, confira o levantamento feio pelo Jornal Estadão:

Lula
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi o primeiro beneficiado pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Em menos de 24 horas, o juiz Danilo Pereira Júnior, da 12.ª Vara Federal de Curitiba determinou a soltura do petista.

José Dirceu
O ex-ministro do ex-presidente Lula também foi determinada no dia seguinte ao julgamento do STF que derrubou a possibilidade de execução antecipada de pena.

Fernando Moura
A liberdade do empresário Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura foi determinada na segunda, 11, pela juíza Ana Carolina Bartolamei Ramos da 1ª Vara de Execuções Penais de Curitiba.

Sônia Mariza Branco
A empresária Sônia Mariza Branco teve seu mandado de prisão revogado por ordem do juiz Danilo Pereira Júnior. Ela foi condenada pelo TRF-4, em junho de 2017, a 6 anos e 9 meses de reclusão em regime semiaberto por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Delúbio Soares
A retirada da tornozeleira do eletrônica do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares foi determinada na segunda, 11, pela juíza Ana Carolina Bartolomei Ramos. Desde março deste ano, ele cumpria o chamado semiaberto ‘harmonizado’ com tornozeleira eletrônica.

João Vaccari Neto
João Vaccari Neto também teve sua tornozeleira eletrônica retirada a mando de Ana Carolina. O contramandado de monitoração foi lavrado na última terça, 12.

Alberto Elísio Vilaça Gomes
O ex-executivo da empreiteira Mendes Júnior Alberto Elísio Vilaça Gomes foi liberto por ordem da juíza Luciani de Lourdes Tesseroli Maronezi, da 2ª Vara de Execuções Penais de Curitiba. Preso desde 18 de agosto do ano passado, no Complexo Médico Penal, o ex-executivo já cumpriu 16% de sua pena de 11 anos e 06 meses de reclusão.

José Carlos Bumlai
O fim do monitoramento eletrônico do pecuarista José Carlos Bumlai foi determinado pelo juiz Danilo Pereira Júnior. O magistrado autorizou que o próprio condenado removesse o equipamento.

Sérgio Cunha Mendes
O ex-vice-presidente da empreiteira Mendes Júnior, Sérgio Cunha Mendes deixou a prisão dois dias após o julgamento do STF. A ordem de soltura de Cunha foi dada liminarmente, na noite do dia anterior, pelo desembargador Cruz Macedo, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Enivaldo Quadrado
O empresário Enivaldo Quadrado teve sua prisão revogada e seu alvará de soltura expedido no último dia 13, pela juíza Ana Carolina Bartolamei Ramos, da 1ª Vara de Execuções Penais de Curitiba. Ele estava preso desde maio de 2018.

Fonte: Estadão.