Mandetta comenta chapa com Moro nas eleições presidenciais: “Vai que rola”

Moro Mandetta

Em nova entrevista à AFP, Luiz Henrique Mandetta (DEM), ex-ministro da Saúde, voltou a comentar a ocupação de militares no Ministério da Saúde diante da pandemia, classificando-a como “decepcionante”. No meio da pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro demitiu Mandetta por discordâncias sobre o combate ao vírus.

Mandetta afirmou que conversa com Sérgio Moro e que os dois têm um laço de amizade: “Acho que a gente tem dever como cidadão, tanto eu quanto Moro, de dialogar com a sociedade brasileira e participar ativamente das eleições de 2022, seja como candidatos, chapa junto ou campos opostos, mas de fortalecer a democracia brasileira, ou como cidadão com certeza eu vou participar nas eleições de 2022”, afirmou.

Relacionados:  Brasil tem queda de 22% no número de homicídios do primeiro semestre da gestão Bolsonaro
Desta forma, o ex-ministro da Saúde vê uma chance de “fortalecer a democracia brasileira” e que “com certeza” participará das eleições de 2022. Questionado se não há nada descartado sobre sua aliança com Moro, Mandetta confirma que não. “Vai que rola”, disse.