Ativistas simulam ‘bombardeio ao STF’ com Fogos de Artifício

STF

Um grupo de manifestantes que apoia o presidente da República, Jair Bolsonaro, simulou um bombardeio ao STF (Supremo Tribunal Federal) com fogos de artifício na noite deste sábado.

De manhã, o grupo apoiadores de Bolsonaro liderado pela ativista Sara Winter havia sido retirado de acampamentos na Esplanada dos Ministérios pelo governo de Brasília. À tarde, os militantes invadiram o telhado do Congresso Nacional em protesto.

Os manifestantes alegam que os fogos foram um ato de revolta popular.

Nos vídeos, divulgados através das redes sociais, é possível ver manifestantes dizendo: “Em frente aos bandidos do STF, isso é para mostrar para eles e para o GDF [governo do Distrito Federal] bandido, não vamos arregar!”

Assim como frases de ordem como: “Notaram que o ângulo dos fogos está diferente da última vez? Se preparem, Supremo dos bandidos!”,  “Estão levando o país ao caos, já levaram para o comunismo, seus bandidos!.

Relacionados:  Jair Bolsonaro: "Liberdade de expressão, direito legítimo e inviolável"

“Eu estou revoltado. Revoltado com a ditadura do STF, revoltado com a ditadura dos comunistas, dos governadores comunistas.”, disse um integrante do grupo durante o vídeo do ato.

Com informações do Poder 360.