Moradores Nova York processam OMS por ‘negligência’ e ‘acobertamento’ em reação ao Covid-19

OMS

Moradores de Nova York, que foi um dos primeiros focos do coronavírus nos Estados Unidos, processaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira, acusando-a de grave negligência no acobertamento e na reação à pandemia de Covid-19.

Na ação coletiva proposta, três moradores de Westchester acusaram a OMS de não declarar pandemia no momento correto, não monitorar a reação da China ao surto original, não proporcionar diretrizes de tratamento, não alertar seus membros sobre como reagir, inclusive através de restrições de viagem, e não coordenar uma reação global, destaca o Portal Terra.

Os moradores também acusaram a entidade de conspirar com o governo chinês, que não foi identificado como acusado, para encobrir a gravidade da pandemia no mundo.

Relacionados:  Trump dá ultimato e ameaça cortar verba da OMS permanentemente

A ação civil de Richard Kling e Steve Rotker, ambos de New Rochelle, e Gennaro Purchia, de Scarsdale, foi apresentada no tribunal federal de White Plains, em Nova York.

O processo pede indenizações não especificadas pelo que classifica como dano “incalculável” da OMS aos cerca de 756 mil moradores adultos do condado de Westchester que comporiam os pleiteantes.