Macron vai ao encontro do médico e pesquisador que tem tratado pacientes com Cloroquina

Macron Didier

Após rejeitar o protocolo médico que prescreve o uso da cloroquina como uma terapia viável para a Covid-19, o presidente francês Emmanuel Macron voltou atrás e decidiu se encontrar nesta quinta-feira (9) com o professor Didier Raoult, que coordena um centro de pesquisas e tratamento que vem obtendo bons resultados com este medicamento no Sul da França.

Emmanuel Macron chegou nesta quinta-feira à tarde em Marselha (Sul) para se encontrar com o professor Didier Raoult, para fazer um balanço dos tratamentos contra o coronavírus, diz nota emitida pelo Palácio do Eliseu.

O líder francês recebido por volta das 15h45 (10h45 no horário de Brasília) no Instituto Hospitalar-Universitário (IHU) do Mediterrâneo por Raoult, defensor de um polêmico tratamento contra a Covid-19 usando pesquisas derivadas da cloroquina. O médico tem o apoio de diversas figuras políticas da França, como Christian Estrosi, ex-prefeito da cidade de Nice (Sul), que foi curado pela terapia de Didier Raoult.

Relacionados:  70 hospitais brasileiros vão testar Cloroquina em 1.356 pacientes com Coronavírus

A viagem de Macron, que não havia sido anunciada à imprensa nem ao público, acontece sem a presença de jornalistas, no mesmo formato realizado pela manhã pelo presidente francês no hospital Kremlin-Bicêtre (Val-de-Marne), para conversar com as equipes hospitalares universitárias envolvidas no processo de pesquisas clínicas sobre o coronavírus.

Fonte: MSN Notícias