Bolsonaro determina que Exército produza remédio cloroquina em larga escala, mesmo sem total comprovação

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro divulgou na tarde hoje (21), nas redes sociais, um vídeo em que afirma que o hospital Albert Einstein deu início a pesquisas sobre o uso de cloroquina e da hidroxicloroquina no combate à covid-19. Essas substâncias são usadas normalmente contra o vírus da malária, no combate ao lúpus e à artrite reumatoide. O remédio tem trazido bons resultados em testes preliminares nos EUA, mas ainda sem comprovação científica.

Relacionados:  Devastação ambiental: Meio bilhão de animais já morreram nos incêndios na Austrália

O presidente afirmou ainda que, em parceria com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, usará o laboratório químico e farmacêutico do Exército para ampliar a produção das substâncias. Bolsonaro comentou ainda que o Brasil deverá manter o estoque do medicamento, e que a produção nacional não será vendida a outros países.

Pelas redes sociais, Bolsonaro comentou a medida: “- Isso se chama precaução. O medicamento é barato e caso venha a ser comprovada a eficácia no combate à Covid-19, estaremos preparados para atender a todos os brasileiros rapidamente. – Enquanto uns seguem buscando o caos, seguimos buscando soluções para proteger a nossa nação!”

Relacionados:  Bolsonaro dispara contra grande imprensa: “Mídia porca e suja, vocês perderam a mamata!”

Fonte: Agência Brasil