Bruna Surfistinha critica Bolsonaro

Mais conhecida como Bruna Surfistinha, Raquel Pacheco, não gostou de ter seu filme recebendo críticas de Jair Bolsonaro, o presidente da República.

Bolsonaro criticou o filme que conta a história da ex-prostituta. Raquel, então, classificou a declaração de Bolsonaro como “infeliz”.

E continuou: “Afinal, ele está cuidando demais do que não precisa e fazendo pouco o dever dele principal, que é ser presidente”.

Com informação da Folha e dO Antagonista.

13 Comentários em Bruna Surfistinha critica Bolsonaro

  1. Só um jornaleco como a Foice de SP constituída por pseudo jornalistas dá destaque para o que esta sujeita que era uma garota de classe média, tinha tudo na vida e optou pelo mundo da prostituição e das drogas! Ancine não tem que sustentar filme cuja heroína é uma pessoa como ela. Uma coisa é a coitada da prostituta que o faz pq não tem outra opção na vida. Outra coisa, é uma garota mimada de classe média que opta por esta vida. Para minha filha – ela não é exemplo. E tem mais eu acho a história dela muito triste, deprimente – algo do tipo:como cagar sua vida rapidinho!

  2. A “grande obra” literária desse vagaba… Se descobriu filha adotada de uma família de classe-média que a tratava com todo o carinho, se revoltou, fugiu e foi se prostituir, virou usuária de drogas e etc…
    Que grande lição de vida.

  3. Filha adotiva de um médico de Sorocaba, que a deserdou… ganhou fama lançando livro que conta sua história de garota de programa!
    Que moral essa criatura tem?
    Lave a bôca, piranha!

  4. Ela deveria se enxergar e perceber que o caminho que escolheu, da prostituição lhe tirou a razão para opnar sobre valores morais e éticos. Deve perceber que não tem dignidade para sequer responder a comentários do presidente Bolsonaro.

Deixe uma resposta