Raquel Dodge sobe o tom e pede COAF nas mãos de Moro

Durante um evento em Oxford, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu o COAF nas mãos de Sergio Moro.

“O Coaf poderia ser mais eficiente estando em outro ministério? Poderia. Mas acho que vai continuar dando a resposta necessária onde quer que esteja para que os atores do sistema de Justiça possam fazer as investigações decorrentes” disse ela.

E continuou: “Nada que uma boa conversa com o ministro da Economia não possa resolver”.

Com informação dO Antagonista.