Ministra Damares chora após deputada petista zombar do abuso que ela sofreu quando criança

A ministra Damares Alves chorou em sessão da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados após ser alvo de zombarias proferidas pela deputada petista Erika Kokay.

Damares esteve na Câmara para explicar sobre o funcionamento de 12 conselhos, comitês e comissão ligados ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, quando foi questionada pela petista.

“Como é possível, ministra, que nós não tenhamos em pleno funcionamento 1 órgão como o Conanda? Porque nem todas as meninas vítimas de violência podem ser salvas por 1 Jesus na goiabeira, nós precisamos de políticas públicas” disse Kokay, se referindo ao caso de estupro sofrido por Damares quando ainda era uma criança.

Relacionados:  Deputado Kim Kataguiri quer suspensão de mandato de Gleisi, Kokay e Maria do Rosário

“Eu não posso me omitir, eu não posso me silenciar, Jesus realmente apareceu no pé de goiaba pra mim. E a forma como a senhora falou em 1 primeiro momento machucou muito essa ministra. Eu senti que a senhora falou de uma forma irônica, a senhora zombou, mas a senhora não zombou somente de uma menina, zombou de milhares de meninas do Brasil. Quem passou pelo calvário que eu passei sabe o que é sentar no colo de 1 abusador. E eu esperava, deputada, de todo mundo, menos da senhora que é uma psicóloga” respondeu Damares.

A deputada tentou melhorar a situação, ao afirmar que se solidarizava com a situação da ministra, mas afirmou ser contra a assistência religiosa em casos de violência sexual.

Relacionados:  Sede do PT em Manaus tem energia cortada por fazer 'gato' na instalação

“Eu me solidarizo com a sua dor e com a de milhares de crianças, mas digo que, [além da] assistência religiosa –ainda que seja fundamental, pois eu não duvido que a senhora tenha encontrado a sua salvação–, é preciso ter 1 plano de enfrentamento à violência sexual que atinge as crianças, 1 plano que contemple todas as políticas públicas”.