Bolsonaro deve barrar reitores de esquerda em Universidades Federais

Bolsonaro

Conforme já noticiado pelo República de Curitiba, o Presidente da República Jair Bolsonaro poderá escolher os reitores de 11 Universidades Federais ainda neste ano. O motivo se dá por uma lei aprovada ainda no fim do governo Temer, que reduz o poder de escolha de funcionários e alunos.

Agora, conforme informação da Gazeta do Povo, o sindicato dos reitores das universidades federais, ANDIFES, publicou uma nota explicitando que teme que o presidente cumpra o que está previsto na lei.

É fato que as universidades, principalmente as federais, se tornaram totalmente enviesadas ideologicamente, e o marxismo e as pautas progressistas, conforme afirma a Gazeta, “está vivo e operante. E quem pensa diferente pode sofrer duras consequências”. Como por exemplo, quando um professor da UFPE, exibiu o filme “Bonifácio: O Fundador do Brasil”, trazendo a história deste importante personagem, e foi ameaçado por estudantes. ou quando um professor de 70 anos da UFCG foi agredido por alunos apoiadores de Fernando Haddad.

Relacionados:  Brasil arrecadará pelo menos R$ 1,3 bi com leilão de Ferrovia Norte-Sul

Informação da Gazeta do Povo.