MPF questiona laudo que aponta problemas mentais em Adélio Bispo

Bolsonaro

O Ministério Público Federal de Minas Gerais espera as respostas dos questionamentos feitos sobre divergências apresentadas nos laudos de sanidade mental de Adélio Bispo de Oliveira, o homem que tentou matar Bolsonaro.

Dois laudos apontam que Adélio, que foi filiado ao PSOL, sofre problemas mentais, mas mostram diferenças sobre a capacidade que ele tem de poder ser responsabilizado por seus atos.

Relacionados:  Governo prevê R$ 1 trilhão de arrecadação com leilão de pré-sal

Conforme noticiado anteriormente pelo República de Curitiba, Adélio teria dito em entrevistas aos psicólogos e psiquiatras que pretende matar Jair Bolsonaro assim que sair da prisão, mas não se pode verificar se isso é verdade ou se é uma estratégia da defesa.

Relacionados:  Da cadeia, Lula continua os ataques: "Essa facada foi muito estranha. Uma facada que não teve sangue"

Informações dO Antagonista.