Desrespeito: Pimenta e Gleisi vão a Brumadinho fazer política

O desastre que aconteceu em Mariana e se repetiu em Brumadinho deixou o Brasil todo com um forte sentimento de tristeza. Autoridades competentes e forças humanitárias de resgate se encaminharam para a cidade com um tempo excelente de resposta, a fim de minimizar o número de vítimas.

Porém, infelizmente, é sempre possível encontrar pessoas com a intenção de apenas fazer política. Gleisi Hoffmann e Paulo Pimenta, ambos deputados pelo PT, e que em nada tem como contribuir ‘in loco’ foram até Brumadinho.

Relacionados:  Bolsonaro endurece tom e afirma que tomará medidas para que tragédia de Brumadinho não fique impune

O discurso, claro, poupou todos os erros da gestão de Dilma e principalmente de Fernando Pimentel, também petista, e que governou o estado durante o desastre em Mariana e foi conivente com o rebaixamento do nível de risco da barragem em Brumadinho para que a Vale conseguisse a licença ambiental por mais dez anos.

Relacionados:  Desobedecendo Lula, petistas planejam manobra contra Gleisi Hoffmann