Brasília foi novamente tomada por manifestações e carreatas a favor de Bolsonaro

Manifestação

Bolsonaro aplaudiu uma manifestação organizada por populares novamente em Brasília. Esta é a terceira grande mobilização de apoiadores na Capital Federal e recebeu caravanas de diversos estados.

Ao lado de vários ministros e do filho, o deputado Eduardo Bolsonaro, o presidente do País acenou aos manifestantes e pegou crianças em seu colo para tirar fotografias.

Estavam presente Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), André Mendonça (Justiça e Segurança Pulblica), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Tereza Cristina (Agricultura), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Abraham Weintraub (Educação).

“Participação espontânea e popular. Isso não tem preço. Agradeço a todos que torcem para o Brasil ocupe o destaque que ele merece. Nenhuma bandeira que atente contra a Constituição. O movimento está de parabéns!”, disse o presidente.

Nas faixas exibidas diante do Planalto há mensagens como “não queremos FFAA [Forças Armadas] no poder, queremos Bolsonaro presidente”, “deixe Bolsonaro trabalhar”, “a vontade do povo é democracia” e “nossa bandeira jamais será vermelha”.

O chefe do Executivo ficou na maior parte da manifestação na rampa e evitou se aproximar dos manifestantes, que carregavam faixas em seu apoio.

Relacionados:  Decreto de Bolsonaro autoriza estudos sobre a privatização de Unidades Básicas de Saúde do SUS

A manifestação foi marcada por uma carreata pelas ruas de Brasília e reuniu centenas de pessoas, com boa parte fazendo uso de máscaras, equipamento de proteção essencial para conter a proliferação da doença, além de uma reunião em frente ao Museu Nacional