Sergio Camargo denuncia ato de racismo contra neta de Gilberto Gil

O jornalista e ativista Sérgio Camargo, indicado por Bolsonaro para comandar a Fundação Palmares, foi ao Twitter neste sábado (15.fev.2020) para criticar militantes negros. Segundo Sérgio, pessoas do movimento negro fizeram ataques racistas à neta de Gilberto Gil.

A família do cantor como um todo também foi alvo de críticas porque supostamente estaria ‘embranquecendo’ segundo postagens de perfis que afirmavam defender a cultura negra.

“Militantes negros fazem ataque racista à neta de Gilberto Gil, que na visão doentia e criminosa deles cometeu o erro de nascer branca. São os mesmos que me chamam de “racista” e “capitão do mato” por defender que raça não tem importância alguma, só o caráter importa”, declarou Sergio Camargo pelas redes sociais.

Relacionados:  Sérgio Camargo recepciona o novo secretário da Cultura Mário Frias

O Jornalista denunciou recentemente ação na Justiça contra o historiado Marco Antonio Villa, que lhe chamou de ‘negro nazista’.