Novo Partido de Bolsonaro, Aliança pelo Brasil divulga estatuto

O novo partido do presidente Jair Bolsonaro, ainda em fase de criação, foi lançado na última 5ª feira (21.nov.2019). No mesmo dia, apresentou os 4 princípios da legenda:

  • Respeito a Deus e à religião;
  • Respeito à memória, à identidade e à cultura do povo brasileiro;
  • Defesa da vida, da legítima defesa, da família e da infância;
  • Garantia da ordem, da representação política e da segurança. Leia os princípios.

No Estatuto, o partido exige de seus filiados a defesa do combate ao comunismo; o fortalecimento das instituições de Estado, em consonância com os anseios populares; a família; o combate a qualquer ideologia que busque o desvirtuamento de sua condição natural e da formação de sua personalidade; e a defesa do direito da família e seus filhos segundo suas próprias convicções morais e religiosas.

Seguem todas as exigências do partido em relação à atuação de seus filiados, segundo o Portal 360:

  • defesa da democracia, da soberania popular e da representação política, da dignidade humana e da limitação do poder;
  • o respeito aos valores culturais e religiosos e à identidade do povo brasileiro;
  • defesa da vida desde a concepção e do direito à legítima defesa, inclusive por meio da garantia do acesso às armas, como seu corolário necessário;
  • defesa da família como núcleo essencial da sociedade e do direito de os pais educarem seus filhos segundo suas próprias convicções morais e religiosas;
  • proteção da infância e combate a qualquer ideologia que busque a erotização das crianças ou o desvirtuamento de sua condição natural e da formação de sua personalidade;
  • combate ao crime, à impunidade e a tentativas de legalização das drogas ilícitas;
  • garantia da ordem social, moral e jurídica;
  • proteção da liberdade de pensamento e de expressão, vedado o apoio a qualquer medida de controle social da mídia, inclusive das mídias digitais;
  • promoção da educação voltada para o desenvolvimento humano nas dimensões moral, cultural, social e material;
  • fortalecimento das instituições de Estado, em consonância com os anseios populares;
  • promoção de governos responsáveis, transparentes e desburocratizados;
  • proteção da livre iniciativa e do livre exercício da atividade econômica, com garantia do direito à propriedade privada e respeito às famílias e aos pequenos empreendedores;
  • defesa da coesão nacional e da integridade territorial do Brasil;
  • repúdio à prática da discriminação racial;
  • combate ao comunismo, ao nazifascismo, ao globalismo e a toda e qualquer ideologia que atente contra à dignidade humana, à ordem natural e às liberdades individuais.
Relacionados:  Roger do Ultraje: "A Rede Globo está se mordendo de ódio pela popularidade de Bolsonaro ter aumentado"