Greenwald diz que “Bolsonaro ‘ainda’ não é ditador” e que não vai deixar o Brasil

Após os comentários de Jair Bolsonaro, que afirmou que “Glenn talvez pegue uma cana aqui no Brasil, não vai pegar lá fora não”, o advogado norte-americano resolveu responder.

“Ao contrário dos desejos de Bolsonaro, ele não é (ainda) um ditador. Ele não tem o poder de ordenar pessoas presas. Ainda existem tribunais em funcionamento. Para prender alguém, tem que apresentar provas para um tribunal que eles cometeram um crime. Essa evidência não existe”, disse ele.

Relacionados:  Bolsonaro 'fecha a torneira' da Rouanet para os figurões e foca em novos artistas

E continuou: “É verdade que o governo não tem o poder de me deportar. Mas eu tenho o poder de sair o Brasil voluntariamente- e tinha esse poder o tempo todo. Mas não fiz e não vou, apesar dessas ameaças. Pq? Pq sei que não têm nada contra mim. Vou defender a democracia do país dos meus filhos.”

Relacionados:  Herói da esquerda brasileira, Battisti confessa envolvimento em quatro homicídios

Com informação do Renova Mídia.