Fernando Haddad sai em defesa de Manuela d’Ávila: “Seguiremos firmes até derrotar o fascismo”

Qual é o ponto máximo para a encenação da esquerda? Ninguém realmente sabe.

A esquerda segue com o mesmo discursinho mole de “resistência ao fascismo”, mesmo após uma operação que jogou sob a luz um esquema criminoso que ainda está a ser apurado, que envolve roubo de dados de vários nomes legislativo, de membros do Judiciário e Legislativo, além de membros do Ministério Público e a tentativa de atacar o Presidente da República, a autoridade máxima do Executivo.

Fernando Haddad, o poste de Lula, resolveu sair em defesa de sua ex-parceira de chapa, a vice do vice: “Manuela d’Ávila  tem sido vítima dos golpes mais baixos desde a campanha. Não se curvou. Tenho muito orgulho de ter enfrentado as práticas eleitorais mais repugnantes lado a lado com ela. Seguiremos firmes até derrotar o fascismo.”