Bolsonaro desmente ator americano que o acusou de perseguição: “Tenho mais o que fazer”

O Presidente da República Jair Bolsonaro usou seu twitter para desmentir informações de que teria censurado o filme “Boy Erased – Uma Verdade Anulada”.

Disse ele: “Fui informado de que um ator americano está me acusando de censurar seu filme no Brasil. Mentira! Tenho mais o que fazer. Boa noite a todos!”

O tweet se refere ao ator Kevin McHale que compartilhou tweets alegando “censura do atual governo brasileiro”.

As acusações, no entanto, se comprovaram falsas, e conforme explicou o CinePOP “A Universal Pictures revelou ao CinePOP que a decisão de cancelar o lançamento nos cinemas foi ESTRITAMENTE comercial.

Lançado no dia 2 de Novembro nos EUA, o filme arrecadou míseros US$ 6,7 milhões nas bilheterias, o que afetou o lançamento em outros países devido ao alto investimento em marketing versus retorno nas bilheterias.”

Com informações do CinePOP.

4 Comentários em Bolsonaro desmente ator americano que o acusou de perseguição: “Tenho mais o que fazer”

Deixe uma resposta