Índias salvas por Damares desmentem matéria da Época

A revista Época publicou uma reportagem em que conecta a ministra Damares Alves com o desaparecimento de uma criança indígena.

A aldeia então, resolveu responder a revista que faz parte do grupo Globo. A indígena Ysani Kalapaio alegou que a equipe de reportagem da revista invadiu o território da tribo Kamayurá sem autorização da Funai.

“Eles queriam informações sobre Lulu Kamaiurá, filha adotiva da ministra Damares Alves. Eles constrangeram nosso povo. Mexeram em nossa intimidade. Agora para falar mal da ministra eles começaram a invadir nossas aldeias” disse a indígena.

“No dia da tragédia em Brumadinha [sic], a equipe da revista não estava lá. Estava aqui na nossa aldeia para criar conflito. Eles colocaram a integridade do nosso povo em risco. A que custo tudo isso?”.

3 Comentários em Índias salvas por Damares desmentem matéria da Época

  1. Acabou a mamata estatal , por isso eles estão desesperados.
    O bom é que nada cola e eles ficam desesperados mais ainda.
    Kkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkk

  2. Sei que as redes de televisivas são concessionárias e estão sujeitas a um série de obrigações que num caso como este a sua concessão poderia ser revogada, porem, são tão espertos que se utilizam de outros meios, como revistas e jornais para ficarem impunes, enfim, espero estar vivo quando Bolsonaro realmente cortar as verbas públicas a elas destinadas porque com certeza irão se desfazer sozinhas e com isso, repercutirá na quebra de suas revistas e jornais que vivem da mentira. Deus é grande e isso não irá demorar.

Deixe uma resposta