Índias salvas por Damares desmentem matéria da Época

A revista Época publicou uma reportagem em que conecta a ministra Damares Alves com o desaparecimento de uma criança indígena.

A aldeia então, resolveu responder a revista que faz parte do grupo Globo. A indígena Ysani Kalapaio alegou que a equipe de reportagem da revista invadiu o território da tribo Kamayurá sem autorização da Funai.

“Eles queriam informações sobre Lulu Kamaiurá, filha adotiva da ministra Damares Alves. Eles constrangeram nosso povo. Mexeram em nossa intimidade. Agora para falar mal da ministra eles começaram a invadir nossas aldeias” disse a indígena.

Relacionados:  Damares decidirá sobre indenização milionária requerida por Dilma

“No dia da tragédia em Brumadinha [sic], a equipe da revista não estava lá. Estava aqui na nossa aldeia para criar conflito. Eles colocaram a integridade do nosso povo em risco. A que custo tudo isso?”.

Relacionados:  Militante de esquerda que acusou 'Vovô do Youtube" de pedofilia admite que fez isso por motivação política