Jovem que forjou suástica para prejudicar Bolsonaro é condenada

A gaúcha de 19 anos que forjou uma suástica para afirmar que havia sofrido um ‘ataque nazista’ de apoiadores de Bolsonaro, quando este ainda estava em campanha, foi indiciada pela Polícia Federal no fim de 2018 por falsa comunicação de crime.

Agora, para não enfrentar o processo judicial, ela pediu para prestar serviço comunitário. Ao todo são 200 horas de trabalhos a serem prestados ainda em local indefinido.

A defesa da garota alega que ela continua em tratamento psiquiátrico.

Ao longo da campanha eleitoral de 2018 diversas ‘false flags’ já foram desmentidas e todas tinham como objetivo prejudicar o então candidato Jair Bolsonaro.

Informação do MBLNews.