Após ameaças de terrorismo petista, prédios públicos ficarão fechados no julgamento de Lula em Porto Alegre

A Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul pediu para o dia 24 de janeiro o fechamento dos prédios públicos do parque Maurício Sirotsky Sobrinho, que ficam próximos a sede da Tribunal Regional Federal da 4° Região, TRF-4, em Porto Alegre.

A 8.ª Turma Penal vai analisar um recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e poderá condena-lo em segunda instância, motivo que está causando revolta e incitações de violência por parte da militância de extrema esquerda composta por grupos como CUT e MST.

Estadão reportou:

“O secretário Cezar Schirmer disse ao Estado que já pediu, por meio de ofício, a suspensão das atividades dos órgãos públicos instalados no parque. Incra, Receita Federal, IBGE e Serpro – empresa federal de processamento de dados – deverão fechar na véspera e no dia do julgamento. Ele afirmou também que já recebeu sinalização de que o pedido será atendido.

“A democracia pressupõe a convivência de contrários, respeito às divergências, então os contra e os a favor querem se manifestar, vão se manifestar democraticamente. Queremos protegê-los e proteger a população de Porto Alegre. Não queremos nenhum incidente violento, queremos respeito à ordem pública e à lei”, disse Schirmer.”

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.