Ciro Gomes chama General Pazuello de ‘vagabundo’ e desafia: ‘Vem pra Sobral, pra tu ver’

Ciro Pazuello

Em uma live, ao comentar a situação da pandemia no Ceará — mais especificamente em Sobral –, o vice-presidente do PDT, Ciro Gomes chamou o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, de “vagabundo”, “genocida” e “pilantra”. “Vem para Sobral para tu ver”, ameaçou Ciro, segundo o site o Antagonista.

Na conversa, ele acusou o ministro interino da Saúde, o general da ativa Eduardo Pazuello, de querer armar para adversário políticos durante a pandemia do coronavírus. A tática usada é a dispensa de licitação com recursos do Governo Federal.

Relacionados:  Irmão de Ciro Gomes decreta intervenção em loja de lingerie para fabricar máscaras de proteção

“Ô, general, tenha vergonha na sua cara, rapaz. Tenha vergonha na sua cara, Pazuello. Faz uma licitação para os municípios e estados sérios aderirem à ata. Ou tu vai só também armar para fazer perseguição aos outros. Vem para Sobral para tu ver, vagabundo. Vagabundo, genocida, pilantra”, disse Ciro.

O presidenciável do PDT também chamou Jair Bolsonaro de vagabundo e canalha, afirmando que o presidente tem como livro de cabeceira “A verdade sufocada”, de Carlos Alberto Brilhante Ustra, acusado de torturar pessoas que eram contra a Ditadura no Brasil.

Relacionados:  Ciro volta a fazer ataques racistas contra Fernando Holiday: "Negro traidor e capitão do mato!"

“Isso vai passar, nunca tivemos em tempo algum tal desqualificação, tal despreparo e tal banditismo elevado à Presidência da República na História do Brasil. Por tanto isso é um câncer que vai já, já ser extirpado da nossa vida”, disse.