“Forças Armadas são o último bastião da nação”, diz Ministro General Azevedo

Ministro da Defesa

O ministro da Defesa, General Fernando Azevedo, afirmou nesta quarta-feira que as Forças Armadas do Brasil como “o último bastião que a nação tem”.

Em live promovida pela Arko Advice, o general escolhido por Bolsonaro para chefiar a pasta da Defesa falou da “missão de defender a pátria e garantir a lei e a ordem”.

O ministro ainda afirmou que “não é questão de buscar aventuras, mas nós temos de ter um poder dissuasório convincente”. e acrescentou: “A nação já está precisando das Forças Armadas para ajudar neste inimigo invisível que é o coronavírus.”

O General ainda deixou a seguinte mensagem: “E nós temos que estar preparados para mais ações ainda.”

Avezedo esclareceu rumores de que existe uma ‘ala militar’ no governo Bolsonaro: “É uma interpretação que a imprensa tanto dá a isso. Mas eu vejo um aproveitamento de militares, do quadro técnico, muito bons no governo, enquanto outros governos aproveitavam nomes técnicos em outras áreas.”

Relacionados:  Forças Armadas reforçam ações de combate à Covid-19 em todo o Brasil

E ressaltou: “Mas a área militar propriamente dita é representada pelo ministro da Defesa, que sou eu. Eu sou o único representante das Forças Armadas que integra o governo. O restante são nomes técnicos que o governo aproveita e que têm a origem militar.”