Doria chama manifestantes de “aliados da doença”

Doria

O governador tucano de São Paulo, João Doria, criticou neste sábado (18) os protestos feitos em algumas cidades brasileiras, inclusive em São Paulo, contra o fechamneto do comércio decretado nos Estados para evitar a propagação da covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

Em São Paulo, os manifestantes pediram a saída do governador.

Relacionados:  Doria e Lula trocam elogios: “O momento é de trabalho para ajudar a salvar o Brasil”

Através das redes sociais, Doria informou sobre os 991 mortos registrados em São Paulo neste sábado por causa da doença. Afirmou que diante dos números, os manifestantes atuam a favor de “sabotar o trabalho de profissionais de saúde, que continuam lutando para salvar vidas“.

Para o governador, os defensores do fim do isolamento social tratam a pandemia da covid-19 “como se ela escolhesse cor partidária”. “São aliados da doença”, afirmou.