Doria chama manifestantes de “aliados da doença”

Doria

O governador tucano de São Paulo, João Doria, criticou neste sábado (18) os protestos feitos em algumas cidades brasileiras, inclusive em São Paulo, contra o fechamneto do comércio decretado nos Estados para evitar a propagação da covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

Em São Paulo, os manifestantes pediram a saída do governador.

Através das redes sociais, Doria informou sobre os 991 mortos registrados em São Paulo neste sábado por causa da doença. Afirmou que diante dos números, os manifestantes atuam a favor de “sabotar o trabalho de profissionais de saúde, que continuam lutando para salvar vidas“.

Relacionados:  Bolsonaro diz que gostaria que brasileiros pudessem voltar ao trabalho, mas decisão agora está nas mãos dos governadores

Para o governador, os defensores do fim do isolamento social tratam a pandemia da covid-19 “como se ela escolhesse cor partidária”. “São aliados da doença”, afirmou.