Dória diz que prisão de cidadãos que descumprirem quarentena é “última alternativa”

Doria

O governador tucano de São Paulo, João Doria, afirmou nesta quarta-feira, 15, que não descarta a possibilidade de um endurecimento das medidas para garantir o isolamento social decretado no Estado em razão do novo coronavírus, destaca a Exame.

O governador aponta medidas como aplicação de multa ou prisão para quem descumprir a quarentena como “última alternativa”. A afirmação foi feita durante o programa Jornal Eldorado, transmitido pela Rádio Eldorado.

“Nós temos que apelar muito para a consciência das pessoas, muito. A questão do endurecimento é uma alternativa, mas ela é a última delas. Eu não gostaria, como governador, ter que declarar que vamos ter que prender pessoas pelo fato de estarem fazendo aglomerações”, declarou Doria.

O governador ainda afirmou que multas já vêm sendo aplicadas pelas prefeituras do Estado a comerciantes que estão abrindo de forma irregular. Ressaltou, contudo, que o fechamento dos estabelecimentos tem sido feito de forma dialogada, sem uso de força policial, e que não há casos de reincidentes até o momento.

Relacionados:  A bronca de Bolsonaro em Dória: “Não tem altura para criticar o governo federal!”

“Temos que tentar pelo convencimento, essa é a nossa orientação. Mas sempre lembrando: se for necessário por orientação da ciência, dos médicos que compõem os comitês de saúde, teremos que usar outras medidas”, afirmou Doria.