Polícia Federal pede e Justiça aceita prisão preventiva dos hackers

Em decisão do juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, os quatro acusados de estarem envolvidos na invasão ao celular de Sergio Moro e demais autoridades, tiveram a prisão preventiva decretada.

Walter Delgatti Neto, Gustavo Elias Santos, Suelen Oliveira e Danilo Marque, agora que estão sob a prisão preventiva, estão sem prazo para serem liberados.

Relacionados:  "Pacote do Guedes precisa ser acompanhado do pacote do Moro" afirma economista

Segundo o juiz, os alvos apresentam riscos para as investigações.

Com informação dO Antagonista.