Preso nos EUA, ex-presidente da CBF limpa chão de cela e cumpre pena sem regalias

José Maria Marin, ex-presidente da CBF, cumpre a pena sem nenhuma regalia. O ex-cartola, que outrora esteve acostumado com hotéis luxuosos e viagens de primeira classe, agora vive uma rotina bem mais dura.

Segundo a Exame, Marin foi transferido da Metropolitan Detention Center, no Brooklyn, em outubro, e agora cumpre pena num presídio de segurança baixa no interior da Pensilvânia.

Marin foi preso por organização criminosa, fraude bancária e lavagem de dinheiro.

Sua rotina se resume em regras rígidas, como horário para acordar, mais precisamente às 5 horas da manhã, horário limite para arrumar a cama e limpar o chão da cela, além de diversas contagens de presos, onde os detentos precisam estar em pé dentro das celas.

Relacionados:  Bolsonaro: "Preso tinha que ser obrigado a trabalhar"

Informação da Exame.