STF mantém Geddel Vieira Lima preso

Por unanimidade, a Segunda Turma rejeitou pedido de habeas corpus da defesa de Geddel Vieira Lima.

O ex-ministro permanecerá preso. Mais cedo, os ministros também acolheram a denúncia da PGR no caso dos R$ 51 milhões.

Geddel já havia sido preso antes, em julho, devido a suspeitas de que recebia propina na Caixa e teria tentado evitar a delação do doleiro Lúcio Funaro, um dos operadores do esquema de corrupção ligado ao MDB. Na sessão desta terça, os ministros consideraram que havia risco de novos crimes.

“Há desse modo consistente lastro indiciário, concreto, suficiente, factível, a sugerir reiteração criminosa. Afronta a ordem pública e está apta a uma medida drástica, a da segregação cautelar”, afirmou, em seu voto, o ministro Edson Fachin, lembrando da apreensão do dinheiro no apartamento.

Geddel pode começar a negociar sua delação premiada.

geddel-dinheiro.jpeg

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error: