5 fatos que você precisa saber sobre os Fantasmas, a tropa de elite do Exército Brasileiro que atuará no Rio

Uma tropa das Forças Especiais chegou ao Rio de Janeiro para assumir a linha de frente da intervenção federal decretada no estado. Os soldados são chamados de “Fantasmas” por atuarem ‘nas sombras’ E já amedrontam os criminosos do Rio de Janeiro.

Conheça um pouco do Batalhão de Operações Especiais:

TROPA DE ELITE DO EXÉRCITO

Os “Fantasmas” são considerados a tropa de elite do Exército Brasileiro. Com sede em Goiânia, os militares são submetidos a treinamento de alto nível. Já agiram em operações sigilosas no Complexo do Alemão e na Maré. O Batalhão conta com aproximadamente 2 mil homens.

O treinamento é considerado muito superior à média dos demais soldados do Exército: além de usarem táticas de guerrilha, a tropa de elite aprende estratégias de combate à criminalidade urbana, fazem treinamentos com oficiais do Bope da PM e com militares de unidades especiais de outros países.

COMBATE AO TERRORISMO

Os Fantasmas são preparados para o combate ao terrorismo, e geralmente são comparados aos Seals da Marinha americana. O treinamento que recebem é para fazer o combate direto a traficantes fortemente armados. Para isso, usam equipamentos como óculos de visão noturna, explosivos, fuzis de assalto e metralhadoras. O treinamento é para capacitar o militar a suportar situações extremas. Os integrantes são preparados para o planejamento de sabotagens em grandes instalações e para produção de explosivos de forma improvisada.

Fontes ouvidas pela reportagem feita pelo jornal O Globo revelaram que os militares são submetidos a situações extremas durante o processo de formação, e chegam a receber ataques dos veteranos, que usam óculos de visão noturna em salas escuras, onde os novatos têm o desafio de encontrar uma saída enquanto tentam reagir.

RÍGIDO PROCESSO DE SELEÇÃO

Os integrantes ‘fantasmas’ das Forças Especiais passam por um rígido processo de seleção no Forte Imbuí, em Niterói. Somente militares de carreiras podem participar da seleção, sendo requisito ser no mínimo um sargento, e ainda assim é necessário mais dois anos de treinamento para poder integrar a tropa – além dos cinco da Academia Militar.

A preparação dura no mínimo 5 anos. O curso de paraquedismo 42 dias. São 800 horas para o curso que ensina técnicas de combate e uso de explosivos. Sendo 1.200 horas o tempo total da etapa final do curso de formação.

SÍMBOLO MAIS TEMIDO DO EXÉRCITO

FE_1.png

O símbolo das Forças Especiais foi pensado para passar a imagem mais temida do Exército. No brasão aparece uma mão – com uma luva – empunhando uma faca. A luva faz referência às ações discretas, que não deixam rastros. Enquanto a lâmina está manchada de vermelho.O fundo do desenho, feito na cor preta, simboliza que a tropa age à noite.

PREPARADOS PARA O COMBATE NA MATA

Os ‘fantasmas’ recebem treinamento para agir em áreas selvagens e dentro de matas, o que pode fazer toda a diferença na intervenção do Rio de Janeiro, onde há grande extensão de mata nos morros. Essa é uma aptidão que outras forças de segurança não possuem. Além de tudo isso, ainda dominam o mergulho, paraquedismo, detectam movimentos na escuridão, são especialistas em helicópteros e possuem habilidade de um sniper para atirar de uma aeronave.

 

Fonte O Diário nacional

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

4 Comentários em 5 fatos que você precisa saber sobre os Fantasmas, a tropa de elite do Exército Brasileiro que atuará no Rio

  1. A pergunta que faço é quem vai combater a fonte geradora de todos esses problemas que são nossos parlamentares corruptos,leis que protegem os criminosos o STF que solta todos bandidos e a mídia que persegue as polícias denegrindo as corporações e colocando a população contra as forças policiais ao mesmo tempo que enaltece aos bandidos e seus familiares,mas não ligam a mínima para os policiais mortos por esses criminosos.Não adianta combater os sintomas é preciso encontrar e combater as causas desses males.

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.