Bolsonaro se revolta com decisão de ministra do STF e afirma: ‘só Deus me tira da cadeira presidencial, e tirando a minha vida’

Bolsonaro

Bolsonaro externou sua indignação sobre e decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, que deu um prazo de cinco dias para o presidente da Câmara, Arthur Lira, se manifestar sobre os pedidos de impeachment contra o Chefe de Estado.

Durante a transmissão ao vivo realizada pelo mandatário nesta quinta-feira (15), além de revolta, o mandatário afirmou haver “algo errado”, e afirmou que somente Deus pode retirá-lo do seu cargo antes do tempo.

“Uma notícia que chegou agora. Estou custando a crer que seja verdadeira. Cármen Lúcia dá 5 dias o presidente da Câmara, Arthur Lira, explicar porque não abriu processo de impeachment contra Bolsonaro. Realmente eu acho que alguma coisa de muito errado vem acontecendo há muito tempo no Brasil”, disse ele.

O Chefe de Estado afirmou que deve se encontrar com Lira.

“Vamos ver se processa a informação. Está na mídia agora. [Vamos ver] Qual é o encaminhamento que o Arthur Lira vai dar no tocando a isso, se vão abrir processo ou não. E a gente vai se encontrar, não live, mas em outro lugar”, disse.

O artigo Bolsonaro se revolta com decisão de ministra do STF e afirma: ‘só Deus me tira da cadeira presidencial, e tirando a minha vida’ foi publicado originalmente em Folha da República.