Deputado enquadra jornalista que defendeu suicídio de Bolsonaro: “O que Noblat fez é crime e discurso de ódio”

Noblat

O deputado federal Marco Feliciano, através das redes sociais, criticou fala do colunista da Revista Veja, Ricardo Noblat, em um tuíte que defende o suicídio do presidente Jair Bolsonaro. O parlamentar lembrou que Noblat cometeu “crime e discurso de ódio”.

A publicação de Noblat foi realizada ao compartilhar um link do colunista da Folha de S.Paulo Ruy Castro. Noblat escreveu que “se Trump optar pelo suicídio, Bolsonaro deveria imitá-lo”. Rapidamente internautas passaram a se revoltar com a polêmica declaração do jornalista, e apontaram que a fala se configura como discurso de ódio.

Comentando uma declaração da VEJA! em que afirma não concordar com a fala de seu jornalista, Feliciano afirmou:

“Mea culpa fajuto da Veja! O que Noblat fez É CRIME (ART. 122/CP) e discurso de ódio! Por que a imprensa está calada? Vamos denunciar o tuíte do Noblat via Twitter Safety e Twitter Brasil. As regras da rede foram quebradas. Pau que bate em Chico também bate em Francisco”, escreveu ele.

Relacionados:  Deputado propõe corte imediato de 50% no salário dos parlamentares para combate ao Coronavírus