Ministério da Justiça afirma que escolta de presos custou R$ 250 milhões em 2018

O Ministério da Justiça, comandado por Sergio Moro, afirmou que no ano de 2018 a escolta de presos custou R$ 248,5 milhões aos cofres públicos dos estados.

O valor contempla desde o pagamento de diárias, manutenção de veículos e combustível. Não foi somado os salários dos agentes penitenciários.

Os três estados que mais gastaram com isso foram, em primeiro lugar São Paulo, com R$ 71,9 milhões, em segundo o Paraná, com 58,6 milhões e na sequência o Espírito Santo, com R$ 13,1 milhões.

A solução para esse montante é o Pacote Anticrime, pelo menos em parte, pois o projeto possibilita que audiências de custódia e interrogatórios sejam efetuados por videoconferência.

Com informação do G1.