Ministério da Justiça afirma que escolta de presos custou R$ 250 milhões em 2018

O Ministério da Justiça, comandado por Sergio Moro, afirmou que no ano de 2018 a escolta de presos custou R$ 248,5 milhões aos cofres públicos dos estados.

O valor contempla desde o pagamento de diárias, manutenção de veículos e combustível. Não foi somado os salários dos agentes penitenciários.

Os três estados que mais gastaram com isso foram, em primeiro lugar São Paulo, com R$ 71,9 milhões, em segundo o Paraná, com 58,6 milhões e na sequência o Espírito Santo, com R$ 13,1 milhões.

A solução para esse montante é o Pacote Anticrime, pelo menos em parte, pois o projeto possibilita que audiências de custódia e interrogatórios sejam efetuados por videoconferência.

Com informação do G1.

2 Comentários em Ministério da Justiça afirma que escolta de presos custou R$ 250 milhões em 2018

  1. GRANDE SÉRGIO MORO, MEUS PARABENS PELAS BELAS INICIATIVAS FRENTE AO
    MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, SÓ LAMENTO QUE TEU PROJETO ANTI CRIME NÃO VAI SER
    APROVADO NO CONGRESSO NACIONAL POIS ESSE É COMPOSTO EM SUA MAIORIA
    POR BANDIDOS INDICIADOS EM PROCESSOS POR CORRUPÇÃO E LAVAGEM DE
    DINHEIRO, ENTÃO BANDIDOS NÃO VÃO APROVAR NADA QUE OS PREJUDIQUE.

Deixe uma resposta