Petistas ‘madrugam’ para apresentar “kit obstrução” na sessão que poderia votar parecer da Previdência

Quem apostou que o PT e demais partidos que agem como linhas auxiliares estariam acabados em 2019, apostou errado e perdeu.

Os petistas continuam atuando com seus próprios interesses em detrimento dos interesses públicos.

Para barrar a discussão e provocar o adiamento da votação, petistas, como a deputada Erika Kokay, chegaram às 4h30 da manhã na Câmara e prometeram apresentar o “kit obstrução” num claro movimento de atacar as reformas que o Brasil tanto precisa. Kokay foi acompanhada de Júlio Delgado, do PSB.

Relacionados:  Pondé dispara: "A dificuldade de tirar o PT do poder é porque ele está em toda parte... até no judiciário"

Segundo G1, o tal “kit obstrução” consiste em: “pedidos de adiamento da votação e de inversão da pauta, para que seja feita a leitura da ata antes da votação.”

Relacionados:  “Meu papel é nacional”, diz Haddad ao negar tentar a prefeitura de São Paulo

Com informação do G1.