Corte na propaganda deixa Bolsonaro com 16% da verba de Dilma

Bolsonaro segue pregando um governo de administração mais enxuta e menos onerosa ao bolso do cidadão Brasileiro.

A propaganda federal terá R$ 150 milhões de verba, em valores corrigidos, para serem gastos diretamente pela administração federal. A soma equivale a 16% do orçamento de Dilma no ano de 2011, quando a petista assumiu o cargo presidencial.

Bolsonaro afirmou, segundo informação da Folha, que não só não quer mais, mas também prometeu rever os gastos de propaganda feitos por bancos públicos e empresas estatais para diminuir os R$ 2 bilhões de gasto anuais.

Informação da Folha.

9 Comentários em Corte na propaganda deixa Bolsonaro com 16% da verba de Dilma

  1. Tem muitos “URUBUS” aguardando a carniça, mas ouça bem, tenho certeza que irão secar de boca aberta, e muitos do congresso e do STF irão pra cadeia esse ANO! BOAS FESTAS , SHALLOM

  2. A nova era chegou
    O povo teem em suas mãos o conhecimento, a opção de escolher o que é melhor para todos
    Hj temos como decidir por nós
    E parece que a verdade mais uma vez vai impor sobre a mentira
    Precisamos acreditar e fazer a nossa parte
    Oi primeiro passo foi dado
    Governo novo

Deixe uma resposta