TSE aceita denúncia e irá investigar repasses ilegais para turnê de Roger Waters

O ministro Jorge Mussi, do TSE, autorizou a abertura de uma ação que investigará os supostos repasses ilegais para a turnê de Roger Waters.

Os advogados de Bolsonaro, responsáveis pela ação, afirmam que “os ataques possuem grande semelhança conceitual com a propaganda produzida pelo PT”.

Recentemente o ministro da Cultura, Sérgio de Sá Leitão, acusou a empresa que produz a turnê de Waters de receber repasses da Lei Rouanet, o que não permitiria campanha política.