MP parte pra cima de Alckmin e pede suspensão de direitos políticos

O Ministério Público do Estado de São Paulo ajuizou uma ação de improbidade administrativa contra Alckmin, presidenciável pelo PSDB.

Alckmin teria recebido R$ 10 milhões da Odebrecht, via caixa 2, para sustentar sua campanha eleitoral em 2014.

O MP pede a devolução dos valores recebidos, suspensão de direitos políticos e perda de eventual função pública que ocupe.