Barroso afirma que país não pode mudar “jurisprudência em função do réu”

Luis Roberto Barroso, o homem que tem nas mãos a chance de acabar com a farsa lulopetista, afirmou durante palestra realizada na sexta que “um pais que vai mudando a sua jurisprudência em função do réu não é um Estado democrático, mas um Estado de compadrio”

Após a afirmação, Barroso foi aplaudido em pé pela plateia de 800 pessoas que participava do evento realizado pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), na Bahia.

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta