PT sofre ação trabalhista por empregar funcionária sem carteira assinada

Jornalista Daisy Alves Schio entrou com reclamatória trabalhista de R$ 150 mil contra o Diretório Estadual petista de Santa Catarina PT. Alega que trabalhou durante um ano e três meses como assessora de imprensa, cargo que conquistou em processo seletivo na gestão do presidente Cláudio Vignatti. E durante todo este período não recebeu um único real. A advogada Daniela Lima, filha do presidente Décio Lima fez contraproposta de R$ 5 mil. A defesa da jornalista é feita pelos advogados Alexandre Muniz e Marcos Carvalho.

A jornalista é formada pela Faculdade Estácio de Sá e está desempregada desde que demitida. Ela informa que o atual presidente estadual do PT, Décio Lima, prometeu pagar o atrasado na gestão de Cláudio Vignatti, mas que não recebeu nenhum crédito.

Publicou denúncia no Facebook acusando o PT de dar o calote e de se vangloriar que seria vitorioso da causa pelas novas leis da reforma trabalhista.

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.