Lira é enfático ao dizer que não irá aceitar que o TSE legisle: “O congresso é quem irá definir o modelo de votação”

Arthur Lira, disse nesta quarta-feira (4) que não cabe ao TSE “legislar” sobre as eleições de 2022. O Presidente da Câmara afirmou que é papel do Congresso decidir sobre o modelo eleitoral e que o tribunal deve apenas colocá-lo em prática.

A declaração foi dada em entrevista à Rádio Bandeirantes, diante de manifestações do TSE contra ameaças de Jair Bolsonaro às eleições de 2022 e da defesa do voto impresso.

“Aqui nós temos criado – pelo próprio congresso – a Justiça Eleitoral que visa administrar as eleições, fazer com que elas transcorram de forma tranquila, arbitrem. O que não se pode, o que não se deve e o que não vai se aceitar é que a Justiça Eleitoral legisle.

L Cabendo ao Congresso legislar, o que for decidido no Congresso tem que ser aplicado na Justiça ”

Lira afirmou que o debate em torno do voto impresso está “muito polarizado” e defendeu que exista uma maneira de auditar as eleições.

Generated by Feedzy