Joice revela que tem “dois suspeitos” de suposto atentado e a motivação teria sido política

Vítima de uma possível agressão, a deputada federal Joice Hasselmann revelou ao site Metrópoles, nesta sexta-feira (23), que tem “dois nomes suspeitos” que poderiam ter cometido ou orquestrado as agressões contra ela. Joice diz ter acordado em uma poça do próprio sangue, com fraturas, hematomas e dentes quebrados, na noite do último sábado (17), em seu apartamento em Brasília. Ela diz ainda que não se lembra como aconteceram as agressões.

– Agora, minhas dúvidas são: era para me dar um susto? Para querer me machucar? Para fazer algo pior? Isso que a gente precisa descobrir. Eu tenho duas suspeitas – disse, sem citar os nomes.

Ela tambpemprestou depoimento à Polícia Legislativa, e revelou os nomes sobre os quais suspeita.

Joice acredita que houve motivação política por trás do ataque.

“Eu não tenho dúvida [que o suposto atentando tenha motivações políticas]. Não consigo ver outra possibilidade. Se alguém quisesse ter entrado para roubar, teria roubado. Minha bolsa estava à disposição, em uma cadeira no meu quarto; tinha algumas joias em cima do criado-mudo; tinha um computador meu, bem caro, que vale mais de R$ 20 mil também”, cita a deputada.

Após o susto, Joice diz que tomou medidas para reforçar a segurança.

“Estou com dois homens armados dentro de casa. Eu trouxe de São Paulo, inclusive, um agente meu de extrema confiança. Reforçamos a segurança pelo Departamento de Polícia Legislativa e tem mais um homem armado na entrada do meu bloco. […] Não vou ficar esperando para ver alguém entrar e terminar o serviço. E também não vou passar as noites em claro choramingando por causa disso. Eu não tenho medo”, alegou.

O artigo Joice revela que tem “dois suspeitos” de suposto atentado e a motivação teria sido política foi publicado originalmente em Folha da República.