Senador Girão rebate Renan Calheiros e conclama Brasil a se mobilizar por votação na CPI nesta terça-feira

O senador Eduardo Girão, membro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, retrucou o relator da comissão, Renan Calheiros, ao comentar sobre declarações apresentadas na interpretação de uma pesquisa recente sobre a CPI.

“49% dos brasileiros querem essa CPI investigando Estados e municípios. ‘Mensalão’ levou 40 ao banco dos réus. Não dá para comparar! Renan Calheiros começou a sessão de ontem citando a pesquisa XP, divulgada na última quinta, usando e abusando das informações apenas que interessavam à narrativa dele. Após analisar minuciosamente os dados, pedi ao Presidente da sessão para me manifestar. Segundo dados da pesquisa, 35% dos entrevistados querem o foco nos Estados e municípios e outros 14% desejam o foco tanto nos entes federados quanto no governo Federal, assim teremos praticamente a metade com essa expectativa. Quando vamos de fato investigar os desvios de verbas federais nos Estados e municípios e o ‘calote da mac*’? Até agora, passados 70 dias da CPI, não foi olhado nada nesse sentido. Blindagem total a mais de 70 operações policiais”.

O parlamentar fez um apelo ao povo brasileiro:

“SUA MOBILIZAÇÃO PRECISA CONTINUAR! Ficou para essa terça-feira a análise dos nossos pedidos de convocação que já foram adiados mais de 5 vezes. Teremos a chance de quem sabe finalmente aprovarmos a convocação de pessoas relacionadas ao ‘Calote da Mac*’ do Consórcio Nordeste, já que o Gabas foi rejeitado por 6 a 4 na comissão. O povo anseia por respostas sobre a compra fraudulenta de respiradores de quase R$50 milhões pagados antecipadamente e que nunca chegaram, por isso vamos tentar convocar a diretora da He**Care, Cristiane Prestes e o ex-secretário da Bahia, Bruno Dauster. Você pode nos ajudar a trazer a verdade à tona. Sensibilize o senador do seu estado“, disse Girão.

O artigo Senador Girão rebate Renan Calheiros e conclama Brasil a se mobilizar por votação na CPI nesta terça-feira foi publicado originalmente em Folha da República.

Generated by Feedzy