Omar Aziz manda prender ex-diretor de logística do Ministério da Saúde alçado ao cargo por Mandetta

“Não aceito mais chacota”, disse Aziz, no momento em que manda prender Roberto Ferreira Dias. Presidente da CPI ouve pedidos mas não recua e encerra sessão

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu há minutos dar ordem de prisão ao ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias, alçado ao cargo na gestão de Mandetta.

O sujeito foi acusado de ter pedido propina para compra de vacinas.

Segundo Aziz, o depoente cometeu perjúrio e a paciência com mentiras na comissão acabou. A ordem foi dada à Polícia Legislativa. “Não aceito mais chacota com a CPI”, disse Aziz. Ele negou argumentação dos senadores Alessandro Vieira e Otto Alencar, que pediram que reconsiderasse. “Em respeito aos precedentes, a gente vai dar prisão e não pôs um general na cadeia”, disse Vieira, em referência ao ex-ministro das Saúde Eduardo Pazuello. Otto Alencar (PSD-BA) também pediu reconsideração com o mesmo argumento. Mas Aziz rejeita os apelos e manda prender o ex-diretor no momento em que encerra a sessão.

“Ele vai ser recolhido agora pela polícia do Senado. Ele está mentindo desde a manhã, dei chance para ele o tempo todo. Pedi por favor, pedi várias vezes. E tem coisas que não dá para… os áudios que nós temos do Dominguetti são claros”, afirmou o presidente da comissão.

Assista ao final da transmissão:

 

O artigo Omar Aziz manda prender ex-diretor de logística do Ministério da Saúde alçado ao cargo por Mandetta foi publicado originalmente em Folha da República.