Indianos desmentem narrativa de superfaturamento na Covaxin: “Preço ao Brasil será o mesmo de outros 13 países que adotaram a vacina”

A Precisa Medicamentos, empresa que representa o laboratório indiano Bharat Biotech no Brasil, fabricante da vacina Covaxin, divulgou uma nota, nessa terça-feira (22/6), reiterando que o preço negociado pelo governo brasileiro para o fornecimento do imunizante é o mesmo praticado em outros 13 países.

Na nota, a empresa diz que “Na Índia, país onde a fabricante da vacina está estabelecida, o preço da dose foi definido em US$ 16 para os hospitais privados (valor superior ao estipulado ao Brasil) e US$ 5,30 para os governos estaduais.”

Ainda de acordo com o comunicado, o governo federal indiano investiu no desenvolvimento do estudo clínico e do produto, antecipando o pagamento de 100 milhões de doses da Covaxin, por isso a Bharat estipulou em US$ 2 o valor da dose para o governo federal indiano.

“Diante desses fatos, a Precisa informa que o mesmo preço praticado pela vacina junto ao mercado brasileiro foi cobrado de outros 13 países que também já adotaram a Covaxin”, informa.

Estado de Minas

O artigo Indianos desmentem narrativa de superfaturamento na Covaxin: “Preço ao Brasil será o mesmo de outros 13 países que adotaram a vacina” foi publicado originalmente em Folha da República.