Bolsonaro rebate quem quer retirá-lo do cargo e retruca jornalistas: “Eu não tenho que responder perguntas de muitos idiotas”

Nesta quinta-feira (24), o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), esteve em visita ao Rio Grande do Norte, onde realizou um pronunciamento e desabafou acerca do tratamento que a imprensa dá ao seu governo. Ele também afirmou que “somente Deus” pode tirá-lo do cargo.

“Só quem está no meio do povo conhece suas necessidades. Considero-me um privilegiado: agradeço a Deus pela minha segunda vida (…). Tenho uma certeza: só Deus me tira daqui. Ser recebido por um povo como esse dispensa palavras. Eu não tenho que dar entrevistas. Eu não tenho que responder perguntas de muitos idiotas que, o tempo todo, só veem defeito na gente. Não estou livre de errar, mas tenho humildade suficiente para reconhecer quando isso acontece”.

O presidente também defendeu a implementação do voto impresso para as próximas eleições:

“Foi um milagre a minha vida em 2018. Outro milagre, a eleição de 2018. Não tínhamos partido, não tínhamos tempo de televisão ou recursos, mas tínhamos uma coisa que os adversários não tinham: o povo do nosso lado. Se for promulgada a PEC, nós teremos voto impresso no ano que vem”.

Bolsonsaro também comentou acerca do motivo da sua popularidade: “Deus, Pátria, Família. Bandeira verde e amarela. Isso, há pouco, não existia. Despertou-se o sentimento de patriotismo em nós, brasileiros. Temos uma terra abençoada”.

O artigo Bolsonaro rebate quem quer retirá-lo do cargo e retruca jornalistas: “Eu não tenho que responder perguntas de muitos idiotas” foi publicado originalmente em Folha da República.