Bolsonaro detona ministro Edson Fachin: ‘Aproveitou a pandemia e soltou 30 mil vagabundos!’

OBolsonaro voltou a reforçar, durante transmissão semanal ao vivo nas redes sociais, críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, que foi alçado ao cargo por Dilma Rousseff.

Entre as decisões proferidas pelo magistrado, Bolsonaro detonou a proibição de operações policiais durante a pandemia, bem como a liberação de mais de “30 mil vagabundos” das cadeias. “Se não me engano, foi o próprio Fachin que libertou mais de 30 mil vagabundos por ocasião da pandemia”, disse o presidente.

Durante a pandemia, o ministro do STF expediu habeas corpus coletivo para que fosse concedida prisão domiciliar a todos os detentos enquadrados no grupo de risco da Covid-19. A medida valeria apenas para os detentos de unidades superlotadas e em regime semiaberto que não cometeram crimes violentos. Segundo estimativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a medida poderia beneficiar 41 mil presos.

Ao lado do presidente na transmissão, o líder do PSL na Câmara, Vitor Hugo (GO), disse que pediu ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para que fosse feita uma semana específica para a votação de projetos de lei da área de segurança pública. A sugestão acontece em meio a críticas de lideranças ao governo por não priorizar as reformas prometidas, como a tributária e a administrativa. “Temos que dar uma ordem unida na questão da insegurança no Brasil”, afirmou o presidente.

Com informações da Gazeta do Povo

O artigo Bolsonaro detona ministro Edson Fachin: ‘Aproveitou a pandemia e soltou 30 mil vagabundos!’ foi publicado originalmente em Folha da República.