Senador Girão se enfurece com “fuga” de Witzel ao ser questionado por corrupção: “Escárnio e desrespeito! A credibilidade da CPI vem caindo”

A sessão da CPI da pandemia foi suspensa após o não-comparecimento do empresário Carlos Wizard. O presidente da CPI, senador Omar Aziz, ordenou a retenção do passaporte do empresário e também sua condução coercitiva para prestar depoimento, e suspendeu o outro depoimento marcado para hoje.

O senador Jorginho Mello, aliado de Bolsonaro, pediu a palavra para fazer consignar nos autos da Comissão que ontem, o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, tornou-se réu por organização criminosa, com uma acusação por corrupção e desvios de recursos da saúde. O senador disse: “só para deixar isso consignado, ele não é o santo que veio dizer que é”.

O senador Eduardo Girão também consignou sua indignação com a “fuga” do ex-governador, que ocorreu enquanto ele formulava suas perguntas. “Ele estava aqui por um requerimento meu, para que a gente finalmente começasse a rastrear a questão de corrupção, e na hora que a gente começa a falar de corrupção… ele falou de política aqui, falou de tudo, fez comício… e na hora de começar a falar sobre corrupção, ele sai”.

Após a sessão senador Eduardo Girão concedeu uma entrevista coletiva em que reiterou as duras críticas que vem fazendo ao comando da Comissão. Ele afirmou: “a credibilidade dessa CPI só vem caindo. Eles estão blindando aqui governadores, o consórcio Nordeste, que é escandaloso”. O senador apontou os fortes indícios de corrupção no consórcio e apontou: “é muito estranho tudo isso, e a gente quer descobrir”.

Escárnio e desrespeito. Quando finalmente começamos a investigar corrupção …depoente vira as costas e vai embora com o aval do STF. https://t.co/4uyVlEQvzb

— Eduardo Girão (@EduGiraoOficial) June 17, 2021

 

O artigo Senador Girão se enfurece com “fuga” de Witzel ao ser questionado por corrupção: “Escárnio e desrespeito! A credibilidade da CPI vem caindo” foi publicado originalmente em Folha da República.